NOMEDOLINK;

JuJunior

efeito-borboleta:

Coração é que nem castelo de areia, qualquer esbarrão desmancha.Aí um dia a gente encontra alguém por aí, se apaixona e constrói um castelinho.A gente enfeita o castelo, coloca ouro e diamantes.A gente fica meio bobo, meio sem sentido.Eu sei bem como é.De repente acontece tanta coisa bonita, a gente sorri, a gente começa a achar a vida bela.De repente a gente tá assim, f-e-l-i-z.Só que do mesmo jeito que as coisas boas chegam, elas também podem ir embora.E é essa a grande merda.Porque a gente de um dia pro outro tem que aprender a ser forte, e tem que seguir em frente, como se decepção fosse normal.É normal, a gente sabe.Mas ninguém tá preparado pra isso, ninguém tá preparado pra ver alguém que ama indo embora.Eu construí o meu castelo, enchi de flores, de cores e blablablá.Eu estampei um sorriso enorme no meu rosto quando te vi chegar, eu me senti no céu.Mas aí você foi embora, e o meu castelo desmoronou.Despencou pra ser bem sincera.Ah, era tão bonito o meu castelo.Mas o que sobrou disso tudo foi apenas eu, eu sem você, eu sem nós dois, eu com eu, eu tão só, só eu.O que ficou desse castelo foram as minhas lembranças doces, as minhas lágrimas amargas.Caramba, como dói dizer isso.Mas a verdade é que eu ainda te amo, e amo muito.Amo você mesmo na dor, mesmo na angústia e na saudade.Amo de um jeito que a gente não deve amar ninguém.E ficou um vazio, um espaço enorme aqui.Porque aquele castelo que eu tinha construído pra nós dois ocupava um espaço enorme sabe, ele era a minha relíquia, o meu foco.E agora que fiquei sem você, eu não tenho mais foco.Eu me abandonei, me deixei de lado, de tal forma que nem quero mais me levantar da cama, nem quero mais abrir a janela.Talvez um dia eu reconstrua o meu castelinho, mas penso que sem você é difícil, quase impossível.Amor é uma droga mesmo né, a gente sabe que não vai dar certo e insiste.Amor faz a gente ver coisa que não existe, faz a gente ficar meio doido, desvairado.O jeito é varrer a areia que sobrou do meu castelo, recolher os diamantes e seguir em frente, sempre em frente.Porque infelizmente não tem como seguir pra trás, não tem como apertar r-e-p-e-a-t, esse botão deve estar quebrado.Infelizmente tudo que a gente pode fazer depois de uma decepção é manter a cabeça erguida e continuar de pé.Porque depois de uma, vem outra, e outra e outra.E se a gente parar na primeira, como é que aprende? Como a gente vai aprender a ser forte, se a gente não precisar ser forte de vez em quando? Vou recomeçar, vou construir um novo castelo pra mim, só que da próxima vez vou botar chave na porta, vou escolher direitinho quem é que vai entrar.Há coisas que eu não quero viver de novo, não quero mais me ver deitada em pleno sábado a tarde pensando em você.Não quero mais desperdiçar lágrimas com pessoas que não merecem.Mas apesar dessa frustração e dessa demolição toda, eu ainda te receberia bem, ainda te daria uma chance.Quando a gente ama, a gente dá sim, duas, três, quantas chances for preciso.Eu tô aqui ainda, tô reconstruindo o meu castelinho de areia e esperando o próximo hóspede.Se for você que ótimo, se não for que ótimo também.Nada como um dia após o outro, nada como um gole atrás do outro.Uma hora eu te esqueço, ponho fé nisso.E enquanto isso não acontece eu curto minha solidão, eu fico aqui com o apego e toda a saudade de sempre.Saudade é o que sobrou, sempre sobra. (eb)

efeito-borboleta:

Coração é que nem castelo de areia, qualquer esbarrão desmancha.Aí um dia a gente encontra alguém por aí, se apaixona e constrói um castelinho.A gente enfeita o castelo, coloca ouro e diamantes.A gente fica meio bobo, meio sem sentido.Eu sei bem como é.De repente acontece tanta coisa bonita, a gente sorri, a gente começa a achar a vida bela.De repente a gente tá assim, f-e-l-i-z.Só que do mesmo jeito que as coisas boas chegam, elas também podem ir embora.E é essa a grande merda.Porque a gente de um dia pro outro tem que aprender a ser forte, e tem que seguir em frente, como se decepção fosse normal.É normal, a gente sabe.Mas ninguém tá preparado pra isso, ninguém tá preparado pra ver alguém que ama indo embora.Eu construí o meu castelo, enchi de flores, de cores e blablablá.Eu estampei um sorriso enorme no meu rosto quando te vi chegar, eu me senti no céu.Mas aí você foi embora, e o meu castelo desmoronou.Despencou pra ser bem sincera.Ah, era tão bonito o meu castelo.Mas o que sobrou disso tudo foi apenas eu, eu sem você, eu sem nós dois, eu com eu, eu tão só, só eu.O que ficou desse castelo foram as minhas lembranças doces, as minhas lágrimas amargas.Caramba, como dói dizer isso.Mas a verdade é que eu ainda te amo, e amo muito.Amo você mesmo na dor, mesmo na angústia e na saudade.Amo de um jeito que a gente não deve amar ninguém.E ficou um vazio, um espaço enorme aqui.Porque aquele castelo que eu tinha construído pra nós dois ocupava um espaço enorme sabe, ele era a minha relíquia, o meu foco.E agora que fiquei sem você, eu não tenho mais foco.Eu me abandonei, me deixei de lado, de tal forma que nem quero mais me levantar da cama, nem quero mais abrir a janela.Talvez um dia eu reconstrua o meu castelinho, mas penso que sem você é difícil, quase impossível.Amor é uma droga mesmo né, a gente sabe que não vai dar certo e insiste.Amor faz a gente ver coisa que não existe, faz a gente ficar meio doido, desvairado.O jeito é varrer a areia que sobrou do meu castelo, recolher os diamantes e seguir em frente, sempre em frente.Porque infelizmente não tem como seguir pra trás, não tem como apertar r-e-p-e-a-t, esse botão deve estar quebrado.Infelizmente tudo que a gente pode fazer depois de uma decepção é manter a cabeça erguida e continuar de pé.Porque depois de uma, vem outra, e outra e outra.E se a gente parar na primeira, como é que aprende? Como a gente vai aprender a ser forte, se a gente não precisar ser forte de vez em quando? Vou recomeçar, vou construir um novo castelo pra mim, só que da próxima vez vou botar chave na porta, vou escolher direitinho quem é que vai entrar.Há coisas que eu não quero viver de novo, não quero mais me ver deitada em pleno sábado a tarde pensando em você.Não quero mais desperdiçar lágrimas com pessoas que não merecem.Mas apesar dessa frustração e dessa demolição toda, eu ainda te receberia bem, ainda te daria uma chance.Quando a gente ama, a gente dá sim, duas, três, quantas chances for preciso.Eu tô aqui ainda, tô reconstruindo o meu castelinho de areia e esperando o próximo hóspede.Se for você que ótimo, se não for que ótimo também.Nada como um dia após o outro, nada como um gole atrás do outro.Uma hora eu te esqueço, ponho fé nisso.E enquanto isso não acontece eu curto minha solidão, eu fico aqui com o apego e toda a saudade de sempre.Saudade é o que sobrou, sempre sobra. (eb)



Reblog this!
51 notes
Permalink
22.06.2012 às 12:44

Chorar por dentro são uns dos piores choros.

(Source: bipolarefeliz)



Reblog this!
79,425 notes
Permalink
11.06.2012 às 02:07

Queria namorar com meu cachorro, ele me entende , fica super feliz quando me vê, ele fica no meu colo e dorme comigo , e ainda por cima, fica do meu lado quando eu to chorando , e e faz rir com bobagens, resumindo cachorros são super melhores que homens !


Reblog this!
2 notes
Permalink
11.06.2012 às 01:54



Permalink
03.06.2012 às 10:27

"Eu não mudo por ninguém, mas melhoro por quem merece."
~ Clarice Lispector (via segredosdeumpoeta)

(Source: NERDBIPOLAR)



Reblog this!
23,687 notes
Permalink
03.06.2012 às 10:27

EU NÃO PRECISO!

Eu não preciso de só mais uma pessoa na minha vida … O que eu preciso mesmo… quer saber? É de alguém que me faça sentir melhor quando estiver por perto, que me faça rir, que esteja sempre comigo em todos os momentos, e não que apenas diga que me conheceu em um lugar qualquer. Porque de meros ‘conhecidos’ o mundo tá cheio.



Permalink
28.05.2012 às 10:14

euciumento:

Tô fazendo minha parte: te esperando. Faça a sua: chegue. (euciumento)

euciumento:

Tô fazendo minha parte: te esperando. Faça a sua: chegue. (euciumento)



Reblog this!
118 notes
Permalink
27.05.2012 às 15:38

"Apaixone-se por alguém que volte pra conversar com você depois de uma briga."
~ Tati Bernardi (via euciumento)


Reblog this!
195 notes
Permalink
27.05.2012 às 15:38



Permalink
22.05.2012 às 09:49

eu e meu bb

eu e meu bb



Permalink
20.05.2012 às 17:39